O Favorito

* Shhh… Meus filhos estão dormindo

Já era tarde quando ela entrou no meu quarto aquela noite. Eu tive receio de que ela tivesse ido checar se eu estava realmente dormindo como deveria, mas ela sentou-se ao meu lado e começou a falar, passando a mão no meu cabelo. Ela sabia que eu estava acordado. Mães sempre sabem. Eu podia sentir o cheiro distinto da sua camisola e do creme para as mãos que ela sempre aplicava antes de ir para cama. Ela falou numa voz suave, o tipo que se usa para acalmar uma criança, quase um sussurro. Continuar lendo

Anúncios

Enjeitados

A casa era velha, assim como eles. Incrível quão longa e boa foi a vida deles. Quando a mamãe morreu, nós tínhamos certeza de que o papai logo a seguiria. Eles tinham aquela sincronia, aquele equilíbrio, como se um fosse a extensão natural do outro. E pensar que eles tiveram aquela briga longa e estranha anos atrás, quando éramos crianças. Duas semanas e meia sem se falar, mamãe chorando pelos cantos, papai a evitando a todo custo. Continuar lendo

O Outro Lado

Ela sempre odiou aquela parte. A obrigação de avançar pouco a pouco, deixando o corpo se ajustar às mudanças. Não era só a escuridão. Tinha também o frio, a humidade, os barulhos. Era um ambiente diferente, uma vegetação diferente, uma fauna diferente. E o cheiro. Era isso que ela mais odiava, o fedor. Continuar lendo

Vinil

“O que você vai fazer com isso tudo?”

“Não sei ainda.”

Jeff estava me ajudando com as coisas do meu pai, o que por si só já era um bocado de trabalho. Sendo um leitor ávido, um cinéfilo e um aficcionado por música, e tendo vivido no mesmo apartamento alugado pelos últimos vinte anos, tinha um monte de coisas. Eu herdei a maioria dos seus hábitos, só que traduzidos para um mundo mais moderno. Todos os meus livros, filmes e músicas são digitais, para o desgosto do meu pai intelectualizado. Eu deveria ter cobrado por todas as vezes em que ele me importunou com coisas como a sensação do papel no dedo, o prazer de ir e voltar para uma cena em particular que a gente gosta, e o som puro e cheio que só discos de vinil poderiam oferecer. Continuar lendo